Treinador defende Conor McGregor após confusão no Bellator 187

Conor McGregorConor McGregor Foto: SUPERMMA/ YOUTUBE

Acostumado a ser o centro das atenções no UFC, Conor McGregor roubou também a cena em um evento promovido por outra organização das artes marciais mistas, o Bellator em Dublin. Ele invadiu o cage depois que seu companheiro de treinos Charlie Ward aplicou uma sequência de golpes sobre John Redmond. O árbitro Marc Goddard discutiu asperamente com o irlandês, que o deu um empurrão e precisou ser contido pelos seguranças (veja o vídeo abaixo).

Depois desta confusão, o treinador John Kavanagh defendeu Conor McGregor em declaração ao The Six-O'clock Show. Para ele, a reação foi puramente emocional já que o triunfo obtido por Charlie Ward foi o primeiro após derrotas sobre Abdul Razak Alhassan e Galore Bofando no UFC. Por conta dessa atitude, o campeão dos leves foi sacado do UFC 219 no final deste ano.

"Ele [Ward] perdeu de maneira rápida e dura duas lutas no UFC e acabou saindo para lutar no Bellator. Quando você vê alguém que convive com você com duas perdas e acaba obtendo uma ótima vitória na frente dos seus torcedores na sua terra natal acaba ficando pouco mais emotivo, com isso pulou e não percebeu que a luta não havia terminado. Ele [McGregor] pensou que havia nocauteado, mas era apenas o fim do round e a luta não terminou”, disse.

Kavanagh ainda deu detalhes da relação desses lutadores: “É uma relação pessoal que eles dois compartilham. É como um jogador de futebol que quando marca um gol vários companheiros vão em cima. É divertido porque Conor não faz isso nem na sua própria conquista. Ele se envolve muito mais quando são vitórias dos seus companheiros de equipe, seus amigos. O árbitro estava tentando dizer que a luta acabou. Era bem óbvio que acabasse, em sua defesa. Ele estava um pouco excitado lá, mas você compreende quando conhece o relacionamento dele e Charlie ao longo dos últimos ano”.

COMPARTILHE
RECOMENDADO
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
LUTADORES